Tema Livre

TRABALHOS APROVADOS > RESUMO

SERCA2A PARTICIPA DA DISFUNÇÃO DIASTÓLICA INDUZIDA POR ESTENOSE AÓRTICA SUPRAVALVAR EM RATOS

Mazeto, CFS, Campos, DHS, Freire, PP, Deus, AF, Okoshi, Padovani, CR, Cicogna, AC
FACULDADE DE MEDICINA DE BOTUCATU - - SP - BRASIL, Instituto de Biociências de Botucatu - Botucatu - SP - Brasil

Introdução: Remodelação cardíaca é definida como alteração no tamanho, forma e função do coração como resposta a agressões, tais como a sobrecarga pressórica. Nesse contexto, apesar de haver tratamento com mudança de sobrevida na disfunção sistólica, não há terapia semelhante para a disfunção diastólica. Dentre os fatores que regulam a função cardíaca, está a SERCA2A. Na literatura, é encontrado um amplo espectro de estudos reportando uma diminuição da SERCA2A na insuficiência cardíaca, porém nenhum avaliando o papel da SERCA2A na disfunção diastólica isolada induzida por estenose aórtica supravalvar (EAoSV). A hipótese deste trabalho é que a SERCA2A participa dessa performance alterada e, portanto, poderia servir como alvo de terapia para esta doença.

Métodos: Os ratos foram divididos nos grupos EAoSV e Sham, e então submetidos a cirurgia com ou sem clipagem da aorta ascendente, respectivamente. O ecocardiograma foi realizado após 6 semanas, antes da eutanásia, seguido de análise estrutural post-mortem e funcional por músculo papilar isolado (MPI) em condição basal, hipóxia e bloqueio da SERCA2A com ácido ciclopiazônico em três concentrações de cálcio (0,5, 1,5 e 2,5 mMol/L). Western-Blot analisou a SERCA2A e sua reguladora, fosfolambam (PLB). A estatística foi realizada com teste T de Student e ANOVA, p<0,05.

Resultados: O grupo EAoSV teve seu átrio esquerdo e relação E/A aumentados, com fração de ejeção preservada. Durante a condição basal no MPI, a tensão desenvolvida foi semelhante entre os grupos; a tensão de repouso (TR) aumentou no grupo EAoSV, reproduzindo os achados in vivo. A hipóxia não provocou diferenças entre os grupos. Após o bloqueio, a TR manteve-se similar entre os grupo, porém o grupo EAoSV apresentou TR maior no momento 1,5 e 2,5 em comparação com 0,5mMol/L, mostrando diferença de comportamento à manobra. O Western-Blot foi uniforme entre os grupos quanto à SERCA2A, PLB e a relação SERCA2A/PLB.

Figura 1. Experimento ácido ciclopiazônico. Tensão de repouso (TR), em % da atividade basal, expressa em mediana, máximo e mínimo, em grupos controle (Sham,cinza claro,n=15) e Estenose aórtica (EAoSV,cinza escuro n=11). ANOVA, complementado com Student-Newman-Keuls; *:p<0,05 vs. Sham; #: p

 

Conclusão: A hipótese está confirmada, desde que a análise da função diastólica sob efeito de bloqueio da SERCA2A esteve alterada no grupo EAoSV, nos levando a deduzir que esta proteína participa da disfunção diastólica isolada causada por EAoSV e pode servir como alvo para terapia.

 

Realização e Secretaria Executiva

SOCESP

Organização Operacional

Malu Losso

Organização Operacional Expositores

JA Eventos

Organização Científica

SD Eventos

Montadora Oficial

Estande Feiras e Congressos
Estrutural

Agência Web

Inteligência Web